Projeto Interface: Relações entre Estrutura da Paisagem, Processos Ecológicos, Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos

Nome do Pesquisador: Jean Paul Walter Metzger (Instituto de Biociências - Universidade de São Paulo)

Agência de fomento: FAPESP

Vigência: 05/2014 à 04/2019

Pesquisadores Docentes da UFABC:
Leandro Reverberi Tambosi

Pesquisadores Externos:
Renata Pardini
Simone Aparecida Vieira
Astrid de Matos Peixoto Kleinert
Elizabeth Stevens Nichols
Maria Uriarte
Milton Cezar Ribeiro
Paulo Sergio D Andrea
Rodolfo Jaffé Ribbi

Resumo: Diante do desafio de planejar paisagens multifuncionais sustentáveis para que além das funções produtivas elas mantenham também parte da diversidade biológica original e das funções ecossistêmicas, este projeto pretende investigar como parâmetros da estrutura da paisagem regulam direta ou indiretamente diferentes serviços ecossistêmicos através de processos ecológicos variados. A regulação destes serviços vem sendo estudada em escalas locais, em geral através de manipulações experimentais, ou em escalas muito globais, em estudos baseados em correlações, havendo uma lacuna de conhecimento em escalas intermediárias de paisagem, que permitam aliar o entendimento dos mecanismos reguladores com uma maior precisão no poder de extrapolação espacial. Através da relação de medidas de taxa e estoque de serviços ecossistêmicos de regulação (e.g. polinização, controle de pragas e de doenças, regulação de fluxo hídrico e qualidade de água), provisão (água) e de suporte (estoque de carbono) com parâmetros da estrutura da paisagem (e.g. proporção de habitat nativos na paisagem, proximidade e quantidade de bordas entre fragmentos de vegetação nativa e áreas agrícolas, composição da paisagem), queremos contribuir com o entendimento dos efeitos da perda de habitat sobre os serviços ecossistêmicos, e investigar a existência de limiares e trade-offs nestes serviços. Com um desenho amostral espacialmente explícito, que vincula estas medidas com a amostragem das espécies que promovem esses serviços, aliado a experimentos, poderemos identificar como processos ecológicos que agem no nível da paisagem (e.g. conectividade, efeito de borda, complementação e suplementação de habitat) afetam e controlam a provisão de serviços ecossistêmicos. Ao considerar 35 paisagens em diferentes tipos de matrizes agrícolas (café, pasto, eucalipto), num bioma altamente biodiverso e ameaçado (Mata Atlântica), poderemos avaliar a generalidade dos resultados obtidos, comparando diferentes serviços na mesma matriz ou o mesmo serviço em matrizes distintas. Espera-se que: (i) existam limiares de perda de serviços ecossistêmicos de regulação e suporte ao longo de gradientes de perda de habitat, de forma similar ao que foi observado para a biodiversidade; (ii) esses limiares sejam regidos por uma série de processos ecológicos relacionados ao movimento das espécies que promovem o serviço ecossistêmico, e a mudanças (em geral não-lineares) da configuração da paisagem; (iii) em paisagens com matrizes mais florestais os limiares ocorram mais tarde ao longo do gradiente de perda de habitat. O conjunto destes dados servirá de subsídios a políticas públicas de ordenamento territorial e manutenção de serviços ecossistêmicos em paisagens agrícolas da Mata Atlântica.

Entre em contato

Bloco L - 3° andar

Avenida dos Estados, n° 5001

Sta. Terezinha - Sto. André - SP

CEP: 09210-580

Email: propes@ufabc.edu.br

 

Telefones

Gabinete: 3356-7614

Administrativo: 3356-7620/7618

IC: 3356-7617

CAP: 3356-7615/7616

Propes-SBC: 2320-6150/6151

CEM-SA: 4996-0028

CEM-SBC: 2320-6176

Biotérios: 3356-7511