Cabos subterrâneos de energia

Nome do Pesquisador: JORGE TOMIOKA

Agência de fomento: Sem financiamento

Vigência: jan/15 à dez/20

Resumo: Com expansão de grandes urbanos consequentemente ocorrem adensamento populacional, veículo, edificações, transportes e entre outras demandas que elevam o consumo de energia elétrica. O aumento do consumo energético numa área reduzida e tira o espaço aéreo para expansão de redes de transmissão e distribuição de energia elétrica. A solução para este caso é o uso de redes subterrâneas e é necessário que os cabos sejam de alta confiabilidade e durabilidade, normalmente cabos operam pelo menos 30 anos. Para assegurar que estes estes que são constituídos de diversos materiais dielétricos sejam estudados profundamente antes de serem instalados em campo, Usualmente a isolação do cabo é utilizado basicamente: XLPE (polietileno reticulado) e EPR (elastômero etileno-propileno) devido a baixa densidade, alta rigidez dielétrica, fácil processamento, mecanicamente fácil de serem manipulados e entre outros fatores. No entanto, é necessário que sejam realizados nos materiais dielétricos estudos de espectroscopia de impedância complexa, comportamento de condução elétrica, campo elétrico, formação de carga espacial, corrente termo-estimulada, estudos termo-gravimétricos, relaxação dielétrica e entre outros. Já no cabo como um todo, é necessário que seja realizado estudos minuciosos para avaliar o comportamento a longo prazo. Para isto é necessário que as amostras dos cabos sejam submetidas sob ação de uso no campo. A técnica utilizada para estimar a vida útil é baseada no sistema de envelhecimento acelerado reproduzindo o uso em campo. Durante o ensaio, não podem acentuar o aparecimento de arborescências internas (electrical tree e water tree) no volume do dielétrico. O ensaio é realizado de acordo com expectativa da vida útil estimada pelo fabricante de cabos. Caso a amostra de cabo ensaiado degrade antes do tempo previsto, é necessário que seja revista o projeto de fabricação dos cabos. Com as informações resultantes de estudos de envelhecimento acelerado, pode sim através de medidas quantitativas, elaborar um relatório técnico sobre cabos e seus fabricantes. Portanto, isso pode ser utilizado para tomar decisões importantes na escolha para as concessionárias de energia elétrica. Com essas informações, programas de manutenção consequentemente de investimentos de médio e longo prazo podem ser usados pelas empresas e fornecedores.

Entre em contato

Bloco L - 3° andar

Avenida dos Estados, 5001

Bairro Bangu - Santo André - SP

CEP: 09210-580

Email: propes@ufabc.edu.br

 

Telefones

Gabinete: 3356-7614

Administrativo: 3356-7620/7618

IC: 3356-7617/7619

CAP: 3356-7616/7615

Propes-SBC: 2320-6150/6151

CEM-SA: 4996-0028

CEM-SBC: 2320-6176