Diagnóstico das áreas contaminadas na região do “Projeto eixo Tamanduatehy”: Impactos no planejamento urbano do município de Santo André-SP

Nome do Pesquisador: Giulliana Mondelli

Agência de fomento: Sem financiamento

Vigência: 03/2016 à 03/2018

Pesquisadores Docentes da UFABC:
Dácio Roberto Matheus

Pesquisadores Alunos da UFABC:
Caroline Vaitkevicius de Siqueira (PPGCTA)
Roberlene Gonzales de Oliveira (PPGCTA)
Amanda Melo Scaramal (EAU)
Gustavo Oliveira da Silva Santos (BC&T)

Resumo: A região às margens do Rio Tamanduateí, no Grande ABC Paulista sofreu intensa industrialização após a década de 1920, acompanha ndo os eixos ferroviários, que interligava essa região ao Porto de Santos. Entretanto, esses municípios passaram a sofrer um processo de desconcentração e êxodo industrial a partir da década de 1980. Como consequência, construções em péssimas condições, terrenos subutilizados, grandes glebas vazias e sem função social de propriedade passaram a vigorar nessa região. Ao final da década de 1990 surgiu o projeto da Prefeitura Municipal de Santo André (PMSA) denominado “Projeto Eixo Tamanduatehy” (PET), buscando a reestruturação e requalificação da região, com sustentabilidade econômica, social e ambiental. Busca-se com esse projeto diagnosticar o passivo ambiental detalhado e atual das áreas contaminadas (ACs) cadastradas pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) e pelo Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André (SEMASA) presentes no PET, visando dar suporte a uma possível tomada de decisão relacionada à recuperação das mesmas. Em escala regional, considerando os dados existentes nos processos destas ACs como fontes pontuais de poluição, será possível mapear possíveis ACs não cadastradas, sem interesse econômico e/ou imobiliário, pertencentes ao poder público e vizinhas a essas áreas, consideradas como “áreas de contaminação difusa”. Após a construção de uma base de dados sobre os principais aspectos hidrogeológicos, geológicos-geotécnicos e de contaminação dessas áreas, será realizado um programa de medição de nível d’água e amostragem de águas superficiais e subterrâneas e de sedimentos ao longo do PET. Assim, este projeto pretende fornecer diretrizes tanto para o ma peamento de áreas contaminadas difusas, assim como para possíveis intervenções no planejamento urbano do PET, a partir de mapas regionais a serem construídos com nos levantamentos realizados e analisados de acordo com o uso e ocupação passado e futuro das áreas envolvidas no PET.

Entre em contato

Bloco L - 3° andar

Avenida dos Estados, 5001

Bairro Bangu - Santo André - SP

CEP: 09210-580

Email: propes@ufabc.edu.br

 

Telefones

Gabinete: 3356-7614

Administrativo: 3356-7620/7618

IC: 3356-7617/7619

CAP: 3356-7616/7615

Propes-SBC: 2320-6150/6151

CEM-SA: 4996-0028

CEM-SBC: 2320-6176