Rede Agronano - REDE DE NANOTECNOLOGIA APLICADA AO AGRONEGÓCIO - Fase III - Projeto Componente BIONANOCOMPÓSITOS

O projeto celebrado através de um convênio, tem por objetivo estabelecer a integração de esforços entre as partes, objetivando o fortalecimento de programas de pós-graduação (mestrados e doutorados) ministrados pela UFABC, bem como programas de pesquisa da EMBRAPA, mediante a utilização de recursos humanos e materiais disponíveis, condizentes com as próprias atividades-fim. As atividades em desenvolvimento estão registradas em planos de trabalhos específicos de cada mestrado e doutorado em andamento.

Nome do Pesquisador: Gerson Luiz Mantovani

Agência de fomento: CNPq

Vigência: 03/2013 à 03/2018

Pesquisadores Alunos da UFABC:
Anderson Felix Manoel (aluno doutorado UFABC)

Pesquisadores Externos:
José Manoel Marconcini - EMBRAPA CNPDIA.

Resumo: Há um grande interesse mundial no desenvolvimento de tecnologias inseridas no conceito de "química verde" que possibilitem a utilização de produtos de menor impacto ambiental. Os bionanocompósitos contendo nanopartículas atraem atenção para uma ampla faixa de aplicações, notadamente para aquelas em que um melhor desempenho mecânico e uma maior estabilidade térmica são desejáveis. A modificação química controlada de superfícies representa outra relevante estratégia para inserir características diferenciadas a novos materiais. Em particular, a modificação química buscando conferir hidrofobicidade a polímeros naturais tem sido investigada com o objetivo de preparar superfícies compatíveis com meios apolares. No âmbito da Embrapa, uma enorme quantidade de estudos vem sendo feita no sentido de concretizar as novas ideias que surgem no domínio dos novos materiais e da nanotecnologia. De igual importância é a atenção dada às alternativas que utilizem fontes renováveis e valorizem resíduos em geral. Um dos avanços aqui propostos consiste em incorporar novos processos de obtenção de nanoestruturas de celulose em substituição aos processos puramente químicos, explorados na primeira fase da Rede AgroNano. As pesquisas envolvendo nanocelulose em todo mundo ressaltam os benefícios ambientais associados a reduções na quantidade de material e energia resultantes do uso de processos físicos, mecânicos e enzimáticos. Este projeto componente integra a Rede AgroNano no sentido de avançar no entendimento da relação estrutura-propriedade e desenvolver produtos e processos com potencial inovador e competitivos para um mercado promissor. Assim, objetiva-se desenvolver bionanocompósitos à base de fontes renováveis, utilizando a nanotecnologia e técnicas de caracterização avançadas. Este projeto é constituído por cinco Planos de Ação (PA). O projeto foi estruturado com o objetivo de desenvolver bionanocompósitos de alta tecnologia, a partir de produtos e subprodutos agropecuários, agregando valor a diferentes cadeias produtivas. Como fruto da proposta, espera-se obter diferentes produtos: nanoestruturas de celulose, biofilmes nanoestruturados e compósitos biodegradáveis. As ações aqui desenvolvidas possibilitarão ainda o conhecimento das potencialidades de novas fontes renováveis e alguns resíduos no campo da biotecnologia/bioprocessos.

Entre em contato

Bloco L - 3° andar

Avenida dos Estados, n° 5001

Sta. Terezinha - Sto. André - SP

CEP: 09210-580

Email: propes@ufabc.edu.br

 

Telefones

Gabinete: 3356-7614

Administrativo: 3356-7620/7618

IC: 3356-7617/7619

CAP: 3356-7620/7616/7615

Propes-SBC: 2320-6150/6151

CEM-SA: 4996-0028

CEM-SBC: 2320-6176

Biotérios: 3356-7511