Últimas Notícias

Abaixo reproduzimos na integra o a notícia sobre o Lançamento da Chamada CNPq de apoio a pesquisas sobre coronavírus. Fonte: Coordenação de Comunicação Social do CNPq - Disponível em: http://cnpq.br/web/guest/noticiasviews/-/journal_content/56_INSTANCE_a6MO/10157/8768749

Está aberta a Chamada de apoio a pesquisas que visam ao enfrentamento da COVID-19, suas consequências e outras síndromes respiratórias agudas graves. A iniciativa é uma parceria do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e o Ministério da Saúde (MS), por meio do Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde (Decit/SCTIE). Ao todo, serão destinados R$ 50 milhões.

Linhas de pesquisa apoidas

As propostas apresentadas devem seguir um dos temas definidos pela chamada. Os projetos apoiados pelo MCTIC poderão ser integrados à Rede Vírus MCTIC.

Os temas são:

1. Tratamento: Estudos para avaliação de alternativas terapêuticas para a COVID-19

2. Vacinas: Estudos para desenvolvimento de vacinas preventivas e/ou terapêuticas contra COVID-19.

3. Diagnóstico: Aprimoramento e desenvolvimento de novos testes diagnósticos para COVID-19 e Avaliação da acurácia de testes diagnósticos para COVID-19.

4. Patogênese e História Natural da Doença: Desenvolvimento de estudos para avaliação da patogênese e da história natural da doença causada por SARS-CoV-2.

5. Carga de Doença: Desenvolvimento de estudos para avaliação da carga de doença da COVID-19

6. Atenção à Saúde: Estudos para avaliação da atenção à saúde nos três níveis de complexidade frente à epidemia de COVID-19

7. Prevenção e Controle: Avaliação do uso de EPI na prevenção, controle e manejo da COVID-19 e outras síndromes respiratórias agudas graves; Estudos sobre abordagens efetivas e viáveis para promover aceitabilidade, adesão e cumprimento das medidas de prevenção e controle da COVID-19 e outras síndromes respiratórias agudas graves na população; Estudos sobre estratégias de boa comunicação e prevenção de notícias falsas (fake news) da COVID-19 e outras síndromes respiratórias agudas graves para a população; Estudos para avaliação da vigilância em saúde do COVID-19 e outras síndromes respiratórias agudas graves; e Estudos para avaliação da efetividade de intervenções não farmacológicas frente à epidemia de COVID-19 e outras síndromes respiratórias agudas graves.

Faixas de financiamento.

Nas linhas 1, 2, 3 e 4, serão apoiados projetos com valor máximo de R$ 2 milhões. Quando envolver ensaios clínicos, o valor máximo será de R$ 8 milhões, incluindo recursos de Custeio, Capital e Bolsas.

Para as demais linhas de pesquisa, o valor máximo das propostas será de R$ 2,5 milhões, incluindo recursos de Custeio, Capital e Bolsas.

Serão priorizados projetos desenvolvidos em rede ou multicêntricos, que poderão ter valores superiores aos já mencionados, a partir de avaliação de mérito científico e relevância sócio sanitária.

Além disso, poderão ser destinados até R$ 500 mil para a contratação de estudos secundários, como revisões sistemáticas e avaliações econômicas.

Prazos

A submissão de propostas pode ser feita até o dia 27 de abril por meio da Plataforma Carlos Chagas. O resultado final será divulgado em 15 de junho de 2020.

Divulgação dos resultados

Dada a emergência de saúde pública, as pesquisas contratadas devem fornecer novas evidências e subsídios ao enfrentamento da pandemia de COVID-19, sendo de relevância para tomada de decisões e para a gestão em saúde. Assim, os resultados parciais e finais devem ser aos Ministérios ao longo da execução das pesquisas e em tempo real, antes mesmo até das publicações científicas ou sempre que requisitados.

Todos os projetos deverão, ainda, ao final da execução da pesquisa contemplada, apresentar um Resumo Executivo com a síntese dos principais resultados da pesquisa e seus impactos, em linguagem acessível. Para tanto, será permitida a inclusão de profissional especializado em divulgação científica como membro de equipe ou a contratação de equipe especializada em tradução do conhecimento com recursos do projeto.

Recursos Financeiros

Dos R$ 50 milhões previstos, R$ 30 milhões são oriundos do FNDCT/MCTIC e R$ 20 mihões do Decit/SCTIE/MS.

Os recursos do FNDCT/MCTIC, a serem desembolsados em parcela única, estão divididos em R$ 15 milhões para custeio, R$ 10 milhões para bolsas e R$ 5 milhões para capital; dos quais R$ 26 milhões serão aplicados nas linhas 1, 2 e 3 e R$ 4 milhões na linha 4.

Já os valores do Decit/SCTIE/MS serão aplicados nas linhas 4, 5, 6 e 7 e estão divididos em R$ 11 milhões de custeio, R$ 6 milhões de bolsas e R$ 3 milhões de capital, em três parcelas.

A chamada preve ainda, a possibilidade de participação das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (FAPs), a partir de co-financiamento a propostas selecionadas cujas instituições-sede estejam em seus respectivos estados.

Confira todos os detalhes na íntegra da chamada.

Chamada para propostas de projetos e ações desenvolvidas por membros da comunidade UFABC no combate à
COVID-19

 

À Comunidade Universitária

Neste momento tão sensível que estamos vivendo, em decorrência da pandemia de Coronavírus, as instituições de ensino e pesquisa de todo o Brasil tem assumido protagonismo na proposição de soluções técnico-científicas que auxiliem no combate à Covid-19. No âmbito de nossa Universidade, também estamos, de inúmeras formas, mobilizados no sentido de reduzir o impacto dessa doença na sociedade.

Assim, visando ampliar e sistematizar as frentes de apoio emergidas da comunidade UFABC, vimos divulgar o EDITAL DA REITORIA Nº 41/2020 referente à Chamada interna de prospecção para apoio a projetos e ações de enfrentamento à COVID-19. 

O referido edital possui como objetivo prospectar projetos de Extensão, Pesquisa e Inovação, desenvolvidos por profissionais vinculados à UFABC, qualificados nas áreas abordadas pelos mesmos, que visem contribuir para o enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente do Coronavírus e que demandem apoio institucional para sua execução ou divulgação.

Diante da necessidade de viabilizar a concretização das propostas com a máxima agilidade, o prazo para submissão é até às 23h59 do dia 05 de abril. Todos as condições para participação estão detalhadas no edital.  

#NósPeloBemComum 

Cordialmente,

Reitoria • UFABC
02/04/2020

Abaixo reproduzimos na integra o a notícia sobre a Chamada CNPq que destinará R$ 50 milhões para pesquisas sobre coronavírus. Fonte: Coordenação de Comunicação Social do CNPq - Disponível em: http://www.cnpq.br/web/guest/noticiasviews/-/journal_content/56_INSTANCE_a6MO/10157/8726722

O Governo do Brasil vai financiar pesquisas sobre novos métodos de diagnóstico, tratamento e interrupção da transmissão no país do coronavírus (Convid-19). Serão destinados R$ 50 milhões pelos ministérios da Saúde e Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Podem participar pesquisadores vinculados a instituições científicas, tecnológicas ou de inovação tanto públicas quanto privadas. A Chamada Pública Nacional de Pesquisa em Saúde sobre o Coronavírus será lançada até a próxima semana pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

A iniciativa englobará pesquisas relacionadas à história natural da doença; desenvolvimento e avaliação de testes, de alternativas terapêuticas e de vacinas contra à Covid-19; avaliação da atenção à saúde nos três níveis de complexidade frente à epidemia; uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) nas ações de prevenção, controle e manejo; adesão e cumprimento das medidas de prevenção e controle, entre outros temas relacionados à doença.

As linhas de pesquisa foram definidas a partir de diretrizes da Organização Mundial da Saúde (OMS), alinhadas às prioridades nacionais em discussão entre o Ministério da Saúde e especialistas de todo o país, considerando a necessidade de resposta rápida e investimentos em estudos mais promissores.

Dada a urgência do assunto, a Chamada terá um período de submissão mais curto que o tradicional. Serão 20 dias de prazo, a contar da data de publicação.

Além disso, o Ministério da Saúde criou e-mail para receber contribuições externas de pesquisa e inovação por meio do e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.. Nesta quarta-feira (1º) serão definidos os fluxos de funcionamento deste canal.

Desde o final de janeiro, após declaração de Emergência em Saúde Pública de Importância Internacional pela Organização Mundial da Saúde (OMS), os protocolos de pesquisas relacionados ao coronavírus submetidos à Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP) estão sendo analisados em caráter de urgência. Desde então, foram submetidos na Plataforma Brasil aproximadamente 100 projetos de pesquisa no Brasil relacionados ao coronavírus.

Fonte: Agência Saúde/MS

 

A Pró-Reitoria de Pesquisa torna públicos os editais 01/2020 (PIC/PIBIC/PIBITI/PIBIC-AF) e 02/2020 (PIBIC-EM, para alunos do Ensino Médio) e informa a abertura das inscrições, as quais serão encerradas no dia 05/mai/2020.

O calendário previsto nos editais toma como referência o calendário de anos anteriores, pois ainda não recebemos informações sobre o calendário que será adotado pelo CNPq. Ressalta-se que a ProPes reconhece as dificuldades impostas pelo atual cenário de pandemia e suspensão das atividades presenciais na UFABC e alerta que o calendário poderá ser revisado de acordo com as definições pós retomada das atividades presenciais.

Solicitamos especial atenção aos docentes dispostos a orientar quanto ao cronograma que será apresentado no projeto, pois sabemos das dificuldades que poderão ocorrer para a realização de alguns experimentos quando as atividades presenciais forem retomadas.

Os projetos deverão ser submetidos pelos orientadores através do sistema disponibilizado em http://ic.ufabc.edu.br/Submissoes/.

Os editais estão disponíveis na página da Propes, link http://propes.ufabc.edu.br/ic/iniciacao/editais-resultados.

O avanço contínuo dos casos de coronavírus faz com que reavaliemos nossa rotina periodicamente para nos adaptarmos em prol de nossa saúde e de toda nossa comunidade - isso é nossa maior prioridade!

Considerando o Plano de Contingência da Universidade Federal do ABC e as Portarias da Reitoria nº 359, 378, 384 e 394, respectivamente de 12, 16, 17 e 25 de março de 2020, que tratam das medidas decorrentes da pandemia provocada pelo Coronavírus (COVID-19), a ProPes informa que continuará prestando atendimento em regime não presencial (teletrabalho).

Apenas em casos excepcionais foram mantidos os apoios que demandem atividade presencial e, em cada caso, procedimentos específicos foram adotados em regime especial. Esses procedimentos foram comunicados diretamente aos usuários dos setores específicos, tais como setores das instalações multiusuário de nossa Universidade.

Seguem informações relativas aos Programas de Iniciação Científica.

 

Editais vigentes - 01/2019 (PIC/PIBIC/PIBITI/PIBIC-AF), 02/2019 (PIBIC-EM), 03/2019 (PDPD) e PDPD-AF 2019

● As bolsas continuam a ser pagas de acordo com o calendário previsto;

● Tendo em vista a imprevisibilidade que o momento  impõe, os calendários vigentes permanecem inalterados, porém nova avaliação será realizada após a retomada das atividades presenciais na UFABC. Vale a pena ressaltar que, até o momento, não recebemos nenhuma orientação em contrário do CNPq e, assim, para os discentes que desenvolvem projetos em atendimento a estes editais, sugere-se:

1. adequar as atividades de pesquisa que envolvam a exposição a ambientes com risco de contaminação, evitando-as sempre que possível;

2. comunicar e justificar, no relatório final de atividades do aluno, as alterações dos planos de trabalho que se fizerem necessárias;

3. consultar sugestões da ProPG aos pós-graduandos, uma vez que muitas delas se aplicam também aos alunos de Iniciação Científica, disponíveis em: http://tiny.cc/3wo0lz.

 

Editais 2020

Serão publicados, na semana do dia 30 de março, com calendário previsto para o período de agosto/2020 a julho/2021.

Ressaltamos que, ainda, não temos informações sobre o calendário a ser adotado pelo CNPq e, por isso, o calendário aqui proposto toma como referência calendários de anos anteriores.

 

Para quaisquer outras dúvidas, entre em contato conosco pelo e-mail: <Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. . 

Para contato com setores específicos, consulte: http://propes.ufabc.edu.br/propes/contato

Pró-Reitoria de Pesquisa 

Abaixo reproduzimos na integra o Segundo Comunicado sobre a COVID-19 do CNPq. Fonte: Coordenação de Comunicação Social do CNPq - Disponível em: http://cnpq.br/web/guest/noticiasviews/-/journal_content/56_INSTANCE_a6MO/10157/8672718

Em complemento ao primeiro comunicado a bolsistas e pesquisadores, do dia 17 de março, quanto a situações decorrentes das limitações impostas pelas medidas de enfrentamento à pandemia do COVID-19, e considerando a diversidade de questionamentos recebidos nos últimos dias, o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) detalha, a seguir, algumas medidas específicas para melhor orientar a comunidade científica.

Nesse contexto, informamos, de imediato, que o CNPq suspenderá a cobrança, por 60 (sessenta) dias, de todos os relatórios cujos prazos previstos para envio se encerram até o dia 31/05.

Além disso, listamos, abaixo, os casos de dúvidas mais gerais que abrangem o maior número de pesquisadores e bolsistas. As demais situações, com particularidades que não permitem orientações gerais, serão analisadas e deliberadas, sob demanda e caso a caso, pelas Diretorias do CNPq.

1. Fui contemplado com uma bolsa que entraria em vigor neste período de medidas restritivas ou com apoio para participação em eventos no exterior, neste mesmo período

  • O pesquisador, bolsista ou seu orientador, deverá solicitar alteração da data de início da vigência, informando a data prevista para o período desejado, se for o caso.
  • Alterado o início da vigência, a data de término acompanhará a alteração, sendo postergada para a data da duração prevista na modalidade da bolsa.
  • Quando não houver previsão de nova data, pode ser solicitada, pelo pesquisador, bolsista ou seu orientador, a suspensão ou cancelamento das atividades/bolsa.
  • A reativação da bolsa suspensa, quando for o caso, deve ser solicitada com antecedência mínima de 30 dias.
  • Ficam suspensas as implementações de bolsas novas no exterior, bem como a análise de novas solicitações para participação de pesquisadores em congressos e eventos, até o dia 30 de abril de 2020. Este prazo de suspensão poderá ser prorrogado dependendo do andamento da situação de exceção que está levando o CNPq a adotar as medidas presentes.

2. Tenho uma bolsa no exterior em vigor, estou no Brasil e, em decorrência da pandemia, não foi possivel voltar ao exterior

  • Estes casos estão previstos no item 7.1.1 da RN-007/2008 (http://www.cnpq.br/web/guest/view/-/journal_content/56_INSTANCE_0oED/10157/6123307), que permite a vinda do bolsista ao Brasil em condições excepcionais, por um período de até 15 dias.
  • Após 15 dias de permanência no Brasil, a bolsa será suspensa, até o retorno das atividades acadêmicas no exterior. A vigência da bolsa será alterada, quando do retorno das atividades acadêmicas no exterior, considerando o prazo restante quando de sua efetiva suspensão.

3. Tenho uma bolsa vigente no exterior, entretanto, em razão da pandemia, as atividades acadêmicas foram suspensas e pretendo retornar antecipadamente ao Brasil

  • Bolsistas e pesquisadores que estão no exterior e pretendem voltar ao Brasil deverão apresentar sua solicitação ao CNPq, por meio dos canais já estabelecidos no CNPq ou pela Central de Atendimento (e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.), para receber orientações sobre os procedimentos necessários para seu retorno.

4. Tenho uma bolsa no exterior cuja vigência encerrou, mas não consigo retornar ao Brasil, dadas as restrições de viagens

  • Nesse caso, orientamos que o interessado deva fazer contato com a Embaixada ou Consulado brasileiro mais próximo, para solicitar orientação e apoio sobre opções diplomáticas, consulares e de logística, tendo em vista que se trata de um contexto causado pela pandemia, situação em que cada país está definindo regras específicas.
  • No que concerne ao CNPq, o bolsista deve entrar em contato, imediatamente, com a coordenação responsável pela bolsa, descrevendo detalhadamente a situação, para que sejam adotadas as medidas cabíveis mais adequadas a cada caso. o CNPq poderá conceder, excepcionalmente, a prorrogação da bolsa por um período de até 60 (sessenta) dias, de acordo com cada caso.

5. Tenho uma bolsa vigente no exterior, entretanto, em razão da pandemia, as atividades acadêmicas foram suspensas e não conseguirei concluir o doutorado no período originalmente previsto.

  • Para os bolsistas brasileiros no exterior, cujas atividades acadêmicas sejam interrompidas e impeçam a conclusão do doutorado (GDE) no prazo originalmente previsto, o CNPq poderá, excepcionalmente, avaliar a prorrogação da bolsa por um período de até 60 (sessenta) dias, de acordo com cada caso.
  • O bolsista deverá apresentar pedido de prorrogação, com exposição da situação, por meio dos canais já estabelecidos no CNPq ou pela Central de Atendimento (e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.).

6. Sou bolsista estrangeiro no Brasil, a vigência da minha bolsa se encerra em março e as atividades acadêmicas foram suspensas

  • Para os bolsistas estrangeiros no Brasil, cujas atividades se encerram a partir de março de 2020, e enquanto permanecerem as medidas de restrição de retorno ao seu país de origem, o CNPq poderá conceder, excepcionalmente, a prorrogação da bolsa por um período de até 60 (sessenta) dias, de acordo com cada caso.
  • O bolsista deverá apresentar pedido de prorrogação, com exposição da situação, à Central de Atendimento (email:Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.), que enviará ao setor competente do CNPq.

7. Tenho uma bolsa vigente no Brasil, entretanto, em razão da pandemia, as atividades acadêmicas foram suspensas e não conseguirei concluir as atividades no período originalmente previsto

  • Para os bolsistas no Brasil, cujas atividades acadêmicas sejam interrompidas e impeçam a conclusão de suas atividades no prazo originalmente previsto, o CNPq poderá, excepcionalmente, avaliar a prorrogação da bolsa por um período de até 60 (sessenta) dias, de acordo com cada caso.
  • O bolsista deverá apresentar pedido de prorrogação, com exposição da situação, por meio dos canais já estabelecidos no CNPq ou pela Central de Atendimento (e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.).

Todas as solicitações devem ser encaminhadas aos canais já estabelecidos pelo pesquisador com o CNPq ou pela Central de Atendimento, por meio do formulário disponível em http://www.cnpq.br/web/guest/central-de-atendimento, pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. ou pelo telefone +55 61 3211-4000, das 08:00 às 20:00 (horário de Brasília/DF).

As mensagens enviadas devem estar identificadas, no campo "assunto", com o termo COVID19, seguido, após espaço, do número de processo CNPq do bolsista, para melhor rastreamento das solicitações.

Entre em contato

Bloco L - 3° andar

Avenida dos Estados, n° 5001

Sta. Terezinha - Sto. André - SP

CEP: 09210-580

Email: propes@ufabc.edu.br

 

Telefones

Gabinete: 3356-7614

Administrativo: 3356-7620/7618

IC: 3356-7617

CAP: 3356-7615/7616

Propes-SBC: 2320-6150/6151

CEM-SA: 4996-0028

CEM-SBC: 2320-6176

Biotérios: 3356-7511