Últimas Notícias

A ProPes deu apoio administrativo ao processo seletivo que resultou na recomendação de criação de três novos Núcleos Estratégicos de Pesquisa. Confira mais detalhes e documentos referentes ao processo neste link:
https://propes.ufabc.edu.br/propes/nucleos/processos-seletivos

Divulgamos a publicação do Edital nº 61/2021, contendo o resultado da análise das propostas para criação de novos Núcleos Estratégicos de Pesquisa da UFABC, no âmbito do Edital nº 39/2021 da Reitoria.

Acesse o edital pelo link:
https://www.ufabc.edu.br/images/stories/comunicare/boletimdeservico/boletim_servico_ufabc_1105.pdf

 

Prezados,

Divulgamos a publicação do Edital nº 56/2021, que alterou prazos do edital da Reitoria, referente à chamada para envio de propostas de criação de novos Núcleos Estratégicos de Pesquisa.

Acesse o edital pelo link: https://www.ufabc.edu.br/images/stories/comunicare/boletimdeservico/boletim_servico_ufabc_1099.pdf#page=48

A FAPESP estará fechada para atendimento ao público, no período de 24 de dezembro de 2021 a 23 de janeiro de 2022.

A entrega de Relatórios Científicos (RC) e documentos, no período de fechamento da Fundação, deverá ser feita via correios, para processos em papel. Para processos SAGe, o envio é realizado via sistema. Conforme normas, as Prestações de Contas enviadas a partir de 01/01/2022 deverão ser submetidas exclusivamente em formato eletrônico via SAGe (ou via GIP para processos vinculados à USP).

Números de contas correntes de Bolsas poderão ser informados, no período, nos seguintes endereços:

Liberações de recursos deverão ser solicitadas até, no máximo, 21 de dezembro de 2021. Após esta data, esse serviço ficará indisponível, retornando em 24 de janeiro de 2022.

O serviço de atendimento Converse com a FAPESP não funcionará no período de 21 de dezembro de 2021 a 23 de janeiro de 2022.

URL: https://fapesp.br/15215/comunicado-sobre-atendimento-ao-publico-em-dezembro-e-janeiro

Publicada em 24/11/2021 no site da FAPESP.

 

As agências de fomento à pesquisa, nacionais e internacionais, têm adotado  estratégias para mitigar os efeitos significativos da maternidade na carreira científica das mulheres nas universidades. O CNPq, recentemente, passou a incluir na Plataforma Lattes a possibilidade de adição de informação sobre o período de licença maternidade - e, desde 2005, mantém o Programa Mulher e Ciência, que promove a participação de meninas e mulheres na ciência e pesquisas sobre as relações de gênero no campo da produção científica. Além do CNPq, a FAPERJ, a FAPERGS e agências privadas, como o Instituto Serrapilheira, levam em consideração a maternidade para avaliação da trajetória acadêmica de pesquisadoras mães nas solicitações de bolsas e recursos financeiros. Os dados mostram que, no Brasil, o percentual de mulheres se reduz conforme se avança na carreira científica – mesmo sendo maioria na iniciação científica, são apenas 36% das bolsistas de produtividade em pesquisa (DE ASSIS, C.; BOUERI, A.G., 2018).

Essas políticas afirmativas são fundamentadas em evidências científicas que mostram o efeito da maternidade na carreira acadêmica de mulheres, impactando-as por vários anos (MACHADO et al, 2019). Outras evidências demonstram que as desigualdades de gênero relacionadas à maternidade foram potencializadas durante a pandemia Covid-19 (STANISÇUASKI et al.,2020).

No Brasil, destaca-se o movimento Parents in Science,  pioneiro no levantamento de dados sobre as consequências da maternidade na carreira científica de mulheres e homens, e que levaram a mudanças concretas no cenário científico brasileiro. A organização também realizou um levantamento extensivo sobre os impactos da pandemia de COVID-19 na vida de cientistas aqui no Brasil.

Com base nas crescentes ações e publicações técnicas sobre o tema, incluindo as  demandas de comunidade interna, a UFABC iniciou, nos Editais 01/2021 (PIC/PIBIC/PIBITI/PIBIC-AF), 04/2021 (PDPD) e 05/2021 (PDPD-AF), uma política de apoio às mães discentes e docentes da nossa comunidade. Dessa forma, o Comitê de Iniciação Científica (CPIC-ProPes) propôs pontuar mães cientistas como forma de minimizar os impactos das desigualdades de gênero em suas trajetórias. 

Assim como todas iniciativas precursoras, tais políticas podem ser aprimoradas a partir da discussão e das experiências de todas e todos que compõem as nossas comunidades acadêmicas. Nesse sentido, faz-se imprescindível a ampla participação nos espaços de diálogo, proposição e deliberação constituídos em nossa Universidade. São nestes espaços - conselhos, comitês e grupos de trabalho - que os debates são alimentados, fundamentados e apurados para, então, comporem as políticas e editais que cumprem as funções sociais de nossa universidade - promover o ensino, a pesquisa, a extensão, a cultura e a inovação em consonância com os parâmetros de excelência, inclusão e permanência de todas e todos que formam a comunidade UFABC.

(Matéria redigida com o apoio do Comitê de Iniciação Científica da Pró-reitoria de Pesquisa da UFABC e da Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Políticas Afirmativas da UFABC)

Referências 

DE ASSIS, C.; BOUERI, A.G. Sem considerar a maternidade, a ciência brasileira ainda penaliza mulheres. Revista Gênero e Número, 2018.

MACHADO et al. Parent in Science: the impact of parenthood on the scientific career in Brazil, 2019 IEEE/ACM 2nd International Workshop on Gender Equality in Software Engineering, 2019.

SAID, T. Movimento Parent In Science auxilia mães cientistas a manter carreira. Disponível em https://jornal.usp.br/universidade/movimento-parent-in-science-auxilia-maes-cientistas-a-manter-carreira/. 02 de fevereiro de 2021.

STANISÇUASKI et al.  Impact of COVID-19 on academic mothers, Science, 2020. doi:10.1126/science.abc2740.

STANISÇUASKI et al. Gender, Race and Parenthood Impact Academic Productivity During the COVID-19 Pandemic: From Survey to Action, Front Psychol, 2021. https://doi.org/10.3389/fpsyg.2021.663252

STANISÇUASKI et al. Editais que incluem maternidade. s/d.

A UFABC marca presença na Latin America Top 10.000 Scientists, evidenciando mais uma vez a inserção internacional de nossa jovem universidade. Na lista constam pesquisadore(a)s vinculados à cada um dos 3 centros da UFABC, atuantes em diversas áreas de pesquisa.

Esse resultado mostra, mais uma vez, o grau de excelência da pesquisa realizada na UFABC.

A Pró-reitoria de Pesquisa agradece a todos os pesquisadore(a)s pela dedicação e parabeniza por esta merecida recompensa.

Mais informações sobre o ranking podem ser conferidas em www.adscientificindex.com.

Confira notícia publicada no site da UFABC: https://www.ufabc.edu.br/noticias/a-ufabc-e-destaque-na-latin-america-top-10-000-scientists

Entre em contato

Bloco L - 3° andar

Avenida dos Estados, n° 5001

Sta. Terezinha - Sto. André - SP

CEP: 09210-580

Email: propes@ufabc.edu.br

 

Telefones

Gabinete: 3356-7614

Administrativo: 3356-7620/7618

IC: 3356-7617

CAP: 3356-7615/7616

Propes-SBC: 2320-6150/6151

CEM-SA: 4996-0028

CEM-SBC: 2320-6176

Biotérios: 3356-7511