Últimas Notícias

Prezados,

Divulgamos a publicação do Edital nº 56/2021, que alterou prazos do edital da Reitoria, referente à chamada para envio de propostas de criação de novos Núcleos Estratégicos de Pesquisa.

Acesse o edital pelo link: https://www.ufabc.edu.br/images/stories/comunicare/boletimdeservico/boletim_servico_ufabc_1099.pdf#page=48

A FAPESP estará fechada para atendimento ao público, no período de 24 de dezembro de 2021 a 23 de janeiro de 2022.

A entrega de Relatórios Científicos (RC) e documentos, no período de fechamento da Fundação, deverá ser feita via correios, para processos em papel. Para processos SAGe, o envio é realizado via sistema. Conforme normas, as Prestações de Contas enviadas a partir de 01/01/2022 deverão ser submetidas exclusivamente em formato eletrônico via SAGe (ou via GIP para processos vinculados à USP).

Números de contas correntes de Bolsas poderão ser informados, no período, nos seguintes endereços:

Liberações de recursos deverão ser solicitadas até, no máximo, 21 de dezembro de 2021. Após esta data, esse serviço ficará indisponível, retornando em 24 de janeiro de 2022.

O serviço de atendimento Converse com a FAPESP não funcionará no período de 21 de dezembro de 2021 a 23 de janeiro de 2022.

URL: https://fapesp.br/15215/comunicado-sobre-atendimento-ao-publico-em-dezembro-e-janeiro

Publicada em 24/11/2021 no site da FAPESP.

 

As agências de fomento à pesquisa, nacionais e internacionais, têm adotado  estratégias para mitigar os efeitos significativos da maternidade na carreira científica das mulheres nas universidades. O CNPq, recentemente, passou a incluir na Plataforma Lattes a possibilidade de adição de informação sobre o período de licença maternidade - e, desde 2005, mantém o Programa Mulher e Ciência, que promove a participação de meninas e mulheres na ciência e pesquisas sobre as relações de gênero no campo da produção científica. Além do CNPq, a FAPERJ, a FAPERGS e agências privadas, como o Instituto Serrapilheira, levam em consideração a maternidade para avaliação da trajetória acadêmica de pesquisadoras mães nas solicitações de bolsas e recursos financeiros. Os dados mostram que, no Brasil, o percentual de mulheres se reduz conforme se avança na carreira científica – mesmo sendo maioria na iniciação científica, são apenas 36% das bolsistas de produtividade em pesquisa (DE ASSIS, C.; BOUERI, A.G., 2018).

Essas políticas afirmativas são fundamentadas em evidências científicas que mostram o efeito da maternidade na carreira acadêmica de mulheres, impactando-as por vários anos (MACHADO et al, 2019). Outras evidências demonstram que as desigualdades de gênero relacionadas à maternidade foram potencializadas durante a pandemia Covid-19 (STANISÇUASKI et al.,2020).

No Brasil, destaca-se o movimento Parents in Science,  pioneiro no levantamento de dados sobre as consequências da maternidade na carreira científica de mulheres e homens, e que levaram a mudanças concretas no cenário científico brasileiro. A organização também realizou um levantamento extensivo sobre os impactos da pandemia de COVID-19 na vida de cientistas aqui no Brasil.

Com base nas crescentes ações e publicações técnicas sobre o tema, incluindo as  demandas de comunidade interna, a UFABC iniciou, nos Editais 01/2021 (PIC/PIBIC/PIBITI/PIBIC-AF), 04/2021 (PDPD) e 05/2021 (PDPD-AF), uma política de apoio às mães discentes e docentes da nossa comunidade. Dessa forma, o Comitê de Iniciação Científica (CPIC-ProPes) propôs pontuar mães cientistas como forma de minimizar os impactos das desigualdades de gênero em suas trajetórias. 

Assim como todas iniciativas precursoras, tais políticas podem ser aprimoradas a partir da discussão e das experiências de todas e todos que compõem as nossas comunidades acadêmicas. Nesse sentido, faz-se imprescindível a ampla participação nos espaços de diálogo, proposição e deliberação constituídos em nossa Universidade. São nestes espaços - conselhos, comitês e grupos de trabalho - que os debates são alimentados, fundamentados e apurados para, então, comporem as políticas e editais que cumprem as funções sociais de nossa universidade - promover o ensino, a pesquisa, a extensão, a cultura e a inovação em consonância com os parâmetros de excelência, inclusão e permanência de todas e todos que formam a comunidade UFABC.

(Matéria redigida com o apoio do Comitê de Iniciação Científica da Pró-reitoria de Pesquisa da UFABC e da Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários e Políticas Afirmativas da UFABC)

Referências 

DE ASSIS, C.; BOUERI, A.G. Sem considerar a maternidade, a ciência brasileira ainda penaliza mulheres. Revista Gênero e Número, 2018.

MACHADO et al. Parent in Science: the impact of parenthood on the scientific career in Brazil, 2019 IEEE/ACM 2nd International Workshop on Gender Equality in Software Engineering, 2019.

SAID, T. Movimento Parent In Science auxilia mães cientistas a manter carreira. Disponível em https://jornal.usp.br/universidade/movimento-parent-in-science-auxilia-maes-cientistas-a-manter-carreira/. 02 de fevereiro de 2021.

STANISÇUASKI et al.  Impact of COVID-19 on academic mothers, Science, 2020. doi:10.1126/science.abc2740.

STANISÇUASKI et al. Gender, Race and Parenthood Impact Academic Productivity During the COVID-19 Pandemic: From Survey to Action, Front Psychol, 2021. https://doi.org/10.3389/fpsyg.2021.663252

STANISÇUASKI et al. Editais que incluem maternidade. s/d.

A UFABC marca presença na Latin America Top 10.000 Scientists, evidenciando mais uma vez a inserção internacional de nossa jovem universidade. Na lista constam pesquisadore(a)s vinculados à cada um dos 3 centros da UFABC, atuantes em diversas áreas de pesquisa.

Esse resultado mostra, mais uma vez, o grau de excelência da pesquisa realizada na UFABC.

A Pró-reitoria de Pesquisa agradece a todos os pesquisadore(a)s pela dedicação e parabeniza por esta merecida recompensa.

Mais informações sobre o ranking podem ser conferidas em www.adscientificindex.com.

Confira notícia publicada no site da UFABC: https://www.ufabc.edu.br/noticias/a-ufabc-e-destaque-na-latin-america-top-10-000-scientists

A Pró-Reitoria de Pesquisa divulga:

Inscrições abertas para o 3º Prêmio Carolina Bori Ciência & Mulher da SBPC

Edição premia “Mulheres Cientistas”, categoria dedicada a pesquisadoras de instituições nacionais que tenham prestado relevantes contribuições à ciência e tecnologia nacional. SBPC convida Sociedades Afiliadas a enviarem indicações até 31 de outubro

A terceira edição do Prêmio “Carolina Bori Ciência & ​​Mulher” da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) está com inscrições abertas até o dia 31 de outubro. Este ano, a premiação homenageará as “Mulheres Cientistas”, categoria dedicada às pesquisadoras de instituições nacionais que tenham prestado relevantes contribuições à ciência e à gestão científica, além de terem realizado ações em prol da ciência e da tecnologia nacional. Ao todo serão três vencedoras em cada uma das três grandes áreas do conhecimento: Humanidades; Biológicas e Saúde; e Engenharias, Exatas e Ciências da Terra.

As indicações para a categoria “Mulheres Cientistas” podem ser feitas via Sociedades Científicas Afiliadas à SBPC até o dia 31 de outubro. As inscrições deverão ser devidamente justificadas, com informações como mini-biografia atualizada da candidata (até 500 caracteres, com espaço); currículo atualizado na Plataforma Lattes (http://lattes.cnpq.br); e carta de recomendação fundamentada em evidências que justifiquem o prêmio (até 2.000 caracteres, com espaço).

A seleção da vencedora de cada área será feita por uma comissão julgadora designada pelo Conselho da SBPC, composta por membros da entidade, de sociedades afiliadas, entidades científicas externas e organizações que apoiam a Ciência no País.

As indicações, com a devida documentação, deverão ser enviadas à SBPC, por meio eletrônico, ao e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.O anúncio das premiadas será feito no dia 20 de janeiro de 2022.

Homenagem às cientistas brasileiras

Criado em 2019, o Prêmio “Carolina Bori Ciência & Mulher” é uma homenagem da SBPC às cientistas brasileiras destacadas e às futuras cientistas brasileiras de notório talento, que leva o nome de sua primeira presidente mulher, Carolina Martuscelli Bori. A SBPC – que já teve três mulheres presidentes e hoje a maioria da diretoria é feminina – criou essa premiação por acreditar que homenagear as cientistas brasileiras e incentivar as meninas a se interessarem por este universo é uma ação marcante de sua trajetória histórica, na qual tantas mulheres foram protagonistas do trabalho e de anos de lutas e sucesso na maior sociedade científica do País e da América do Sul.

A cerimônia de premiação ocorre anualmente, alternando duas categorias – “Mulheres Cientistas” e “Meninas na Ciência” -, durante o Simpósio Mulheres e Meninas na Ciência, a ser realizado em 11 de fevereiro, em celebração ao Dia Internacional das Mulheres e Meninas na Ciência, instituído pela Unesco.

Na primeira edição, 25 Sociedades Científicas afiliadas à SBPC indicaram 29 cientistas brasileiras. A escolhida para receber o prêmio na categoria “Mulheres Cientistas” foi Helena Bonciani Nader, professora-titular da Universidade Federal de São Paulo (EPM-Unifesp). Alice Rangel de Paiva Abreu, professora emérita da UFRJ, recebeu a “Menção Honrosa”.

A segunda edição, em 2020, foi dedicada às “Meninas na Ciência”, cujas pesquisas de iniciação científica demonstraram criatividade, boa aplicação do método científico e potencial de contribuição com a ciência no futuro.  A SBPC recebeu indicação de 286 candidatas, oriundas de 18 estados e 70 municípios de todas as regiões do País. Juliana Davoglio Estradioto, formada no curso técnico em Administração do Instituto Federal do Rio Grande (IFRS), foi a vencedora no nível de Ensino Médio. Ela desenvolveu uma membrana biodegradável a partir da casca de noz macadâmia, aproveitamento de resíduos para biossíntese de celulose bacteriana. Já na Graduação, a escolhida foi Raquel Soares Bandeira, graduanda de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), pelo trabalho sobre “Eficácia terapêutica de uma naftoquinona contra a leishmaniose”.

O prêmio ainda concedeu duas menções honrosas para cada nível. Ana Carolina Botelho Lucena, aluna do Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Pará (UFPA), pelo trabalho sobre “A morte como testemunho da vida: família e escravidão nos testamentos do Centro de Memória da Amazônia”, e Nallanda Victoria dos Santos Martins, estudante do Colégio Estadual Doutor Antonio Garcia Filho, Umbaúba (SE), pelo trabalho sobre “Casa de farinha: da mandioca ao bioplástico”, receberão pelo nível Ensino Médio. Em Graduação, as menções honrosas foram para Julia Bondar, estudante de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), pelo trabalho sobre depressão em adolescentes, e Nayara Stefanie Mandarino Silva, graduada em Letras Português e Inglês pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), pelo trabalho sobre “Marquês de Pombal e a Instrução Pública”.

A cerimônia de outorga do prêmio às cientistas contempladas nesta terceira edição será realizada no dia 11 de fevereiro de 2022, durante o evento anual realizado pela SBPC. A princípio, o evento será virtual, se ainda forem necessárias as medidas de distanciamento social para conter a pandemia de coronavírus. Se as condições de segurança sanitária forem restabelecidas, a premiação será presencial, no Salão Nobre do Centro Universitário Maria Antonia da USP, em São Paulo. Independente de ser virtual ou presencial, o evento terá transmissão ao vivo pelo Canal da SBPC no YouTube (@SBPCnet).

​Confira aqui o Edital do Prêmio Carolina Bori “Ciência & Mulher” 2021/2022 – categoria “Mulheres Cientistas”, e participe enviando suas indicações!

SBPC

image.png

Foi publicado, na data de hoje, 24 de agosto de 2021, edital de chamada para propostas de novos Núcleos Estratégicos de Pesquisa.

O período de submissão de propostas é de 24/08/2021 a 10/10/2021.

Para mais informações, consultar o Edital.

Entre em contato

Bloco L - 3° andar

Avenida dos Estados, n° 5001

Sta. Terezinha - Sto. André - SP

CEP: 09210-580

Email: propes@ufabc.edu.br

 

Telefones

Gabinete: 3356-7614

Administrativo: 3356-7620/7618

IC: 3356-7617

CAP: 3356-7615/7616

Propes-SBC: 2320-6150/6151

CEM-SA: 4996-0028

CEM-SBC: 2320-6176

Biotérios: 3356-7511